10/04/2006

"O conteúdo morreu?"

Recomendo a leitura do excelente artigo do Marcelo Coutinho, diretor-executivo do IBOPE Inteligência, sobre o impacto que a geração de conteúdo que é feita pelos usuários (cgm) pode gerar no modelo de negócio mais utilizado na internet mundial: conteúdo atrai internautas que, por sua vez, atraem anunciantes. É a primeira vez que vejo alguém comentar de maneira tão clara e simples o impacto desse novo comportamento demonstrado pelos usuários na internet. Alguns trechos que - espero - te animem a ler o artigo completo: "Milhares de internautas passaram a ser uma 'usina geradora' de conteúdo em um volume que nenhuma organização de mídia tradicional pode igualar. Não existe estúdio, redação ou central de transmissão capaz de rivalizar com esta massa." "Essas organizações terão que desenvolver também uma função de gerenciamento e validação da produção coletiva, algo que está muito distante de suas rotinas atuais." "Mais do que um desafio tecnológico, é um cenário que exige mudanças culturais profundas dentro das empresas de comunicação e departamentos de marketing." Mais uma vez: se ainda não abriu o link, não perca tempo. Clique aqui agora e leia com calma...

Marcadores: ,

1 Comentários:

Anonymous Alexandre disse...

Li hoje cedo.
Não fiquei tão empolgado quanto você, mas juntei mais alguns argumentos para, lá por 2015, chegar à alguma conclusão. ;-)

Já me vi mais entusiasmado com essa "usina geradora de conteúdo". Hoje reconsidero algumas certezas.

Não sei se essa massa de conteúdo gerado pela comunidade online acrescenta algo. Não sei se gera riquesa (qq tipo) e principalmente, não sei se influência diretamente no modelo de negócio de empresas de mídia tradicional (falando especificamente de quantidade).

Acho que ter muita gente falando muita coisa só reforça a necessidade dessas grandes empresas.

Rabisquei alguma coisa sobre isso também...

4/10/06 18:59  

Postar um comentário

<< Home